segunda-feira, 19 de janeiro de 2015

ESTUDANTES QUE FIZERAM O ENEM TEM ATÉ QUINTA PARA SE INSCREVEREM NO SISU E CONCORREREM A MAIS DE 200 MIL VAGAS NA UNIVERSIDADES PUBLICAS DO BRASIL


A partir de hoje (19) até às 23h59min da próxima quinta-feira (22), no horário oficial de Brasília/DF, estará aberto o período de inscrição do SISU 2015 – Sistema de Seleção Unificada. Ao todo, 128 instituições públicas do ensino superior oferecem 205.514 vagas em 5.631 cursos de todo o país.

As VAGAS do SISU este ano estão distribuídas em 59 universidades federais e 38 institutos federais de educação. Para participar da seleção, o estudante precisa ter feito as provas do Enem 2014 (Exame Nacional do Ensino Médio) e tirado nota maior do que zero na redação. Algumas instituições exigem nota mínima em áreas específicas do Exame, outras utilizam as notas apenas como primeira etapa do processo seletivo. Tudo isso é conhecido no momento em que o candidato faz a opção pelo curso durante a inscrição.

A única maneira de fazer inscrição no SISU 2015 é via internet, pelo portal do MEC. Para se inscrever, o candidato precisa informar o número de inscrição e a senha do Enem 2014. Os mesmos dados de edições passadas não são aceitos pelo Sistema. Quem não se lembrar do número de inscrição e/ou da senha poderá recuperar clicando no link de apoio “Esqueceu seu número de inscrição ou senha no Enem 2014?”, disponível na própria página.

Ao se inscrever, o estudante tem direito de escolher até dois cursos, em ordem de preferência. Além disso, o candidato precisa escolher se deseja concorrer às vagas de ampla concorrência, às vagas reservadas pela Lei de Cotas (egressos de escolas públicas) ou às vagas das políticas de ações afirmativas das instituições.
Diariamente, durante o período de inscrições, o Sistema atualizará as notas de corte do Sisu 2015 em cada curso. Neste prazo, os estudantes poderão mudar as inscrições quantas vezes forem necessárias. O RESULTADO do SISU 2015 será divulgado no dia 26/Jan (segunda-feira), em chamada regular única. Quem for selecionado deverá se matricular nos dias 02 e 03/Fev.

Os candidatos que não forem aprovados, exclusivamente no curso de primeira opção, poderão manifestar interesse em participar da LISTA DE ESPERA DO SISU 2015, de 26/Jan a 06/Fev.




sexta-feira, 16 de janeiro de 2015

CMDS REALIZA EM CARAÍBAS OFICINA PARA ELABORAÇÃO DO PLANO MUNICIPAL DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL

Aconteceu na última quarta-feira (15/01), na Sede do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Caraíbas, a primeira etapa em nosso município da oficina de preparação para a elaboração do Plano Municipal de Desenvolvimento Sustentável.

Representantes de entidades da sociedade civil e também do poder público estiveram presentes no intuito de juntos constituírem referido plano que muito colaborará no processo de desenvolvimento de nosso município.

Também esteve presente como facilitador da oficina, Daniel Picolli, membro do Núcleo de Formação do Território do Sudoeste da Bahia e representante da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional - CAR.

Durante a oficina os participantes puderam fazer um diagnóstico da realidade local de nosso município, apontando os aspectos relativos aos atores sociais, a infra-estrutura e também aos aspectos ambientais. Foram elaborados mapas de acordo a referidos aspectos discutidos relaciono-se alguns dos principais problemas existentes, bem como as potencialidades do município.

Todas as informações serão sistematizadas para que seja dado continuidade nas próximas etapas da oficina, a ser marcada em breve

Em Caraíbas, Adenilson Costa é o presidente do conselho Municipal de Desenvolvimento, que agrega representante das Associações e de demais entidades da sociedade civil e também do poder público.























terça-feira, 13 de janeiro de 2015

CASAMENTO DOS JOVENS IVAN E KEILA


Aconteceu no último sábado (10/01), na Igreja Matriz de São João Batista na vizinha cidade de Anagé, o enlace matrimonial dos jovens Ivan Pereira e Keila Freitas.

A bela cerimônia que foi presidida pelo Padre Luís Cláudio, foi acompanhada por dezenas de convidados, entre familiares e amigos do jovem casal, que por sinal, se caracterizam por sua simpatia.

Naturais de Caraíbas os recém-casados recepcionaram os convidados em uma animada festa dançante no povoado de Jiboia, em casa dos pais da noiva.

O COTIDIANO deseja a jovem família, muitas felicidades nessa nova etapa de suas vidas.

















segunda-feira, 12 de janeiro de 2015

PAROQUIANOS DE CARAÍBAS PUDERAM MATAR A SAUDADE DE PADRE JOTA EM UMA BELÍSSIMA CELEBRAÇÃO

Esteve celebrando na igreja matriz de Caraíbas, na noite de ontem (11/01), o padre José Benedito dos Reis, popularmente conhecido como padre JB.

Padre Jota, muito querido por todos os paroquianos, desenvolveu um belíssimo trabalho na paróquia santo Antônio de Caraíbas ao longo de aproximadamente 13 anos que atuou por aqui. Sendo integrante da Congregação dos Padres Rogacionistas, com casa em Presidente Jânio Quadros, junto a demais religiosos como os Padres Toninho, Anderson, Edson e atualmente Wilson, Vicente e Francisco, dentre outros, os rogacionistas atendeu, durante algum tempo,  às paróquias de Presidente Jânio quadros, Maetinga e Caraíbas. Nos últimos anos o atendimento da congregação se restringe à Presidente Jânio Quadros e Maetinga, no entanto ainda assim os rogacionistas prestam um importante auxílio à Caraíbas, que não dispõe de um pároco a quase quatro anos.

De uma alegria e carisma ímpar, padre Jota, é um entusiasta do trabalho missionário, e das Comunidades Eclesiais de Base, muito inserido nos trabalhos sociais, Jota também colaborou muito , ao lado da leiga consagrada Albina Pimentel, para o desenvolvimento das missões, fortalecimento das Comunidades de Base e dos Grupos de Reflexão, bem como para a instalação da farmácia de homeopatia popular em nossa cidade. Dezenas de pessoas encheram a igreja matriz e puderam matar a saudade, celebrando com fé a Santa Missa presidida por Jota.

José Benedito é natural do estado de Minas Gerais e atualmente dirige os trabalhos em uma paróquia na Diocese de Campina Grande na Paraíba.







RESULTADO DO ENEM 2014 SERÁ DIVULGADO AMANHÃ

A nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2014 será divulgada na próxima terça-feira (13) no site do INEP, de acordo com o Ministério da Educação (MEC). Para acessar o resultado, o estudante precisará do número de inscrição ou CPF e da senha criada na hora da inscrição.

Com a nota, os estudantes poderão se candidatar a uma das 205,5 mil vagas em instituições públicas de ensino superior no Sistema de Seleção Unificada 2015 (Sisu). As inscrições ficam abertas entre o dia 19 e 22 de janeiro. 

A nota do Enem poderá ser usada para participar também do Programa Universidade para Todos (ProUni), com inscrições de 26 a 29 de janeiro. Além disso, o exame é usado para certificar o ensino médio, obter financiamento pelo Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) e para participar do programa de intercâmbio Ciência sem Fronteiras.
Desde o ano passado, os estudantes podem ver o GABARITO das provas. A nota, no entanto, não considera apenas a contagem de acertos e erros. A correção é feita usando a metodologia da Teoria de Resposta ao Item (TRI), em que o valor de cada questão varia conforme o percentual de acertos e erros dos estudantes naquele item. 

Assim, um item que grande número dos candidatos acertaram será considerado fácil e, por essa razão, valerá menos pontos. Já o estudante que acertar uma questão com alto índice de erros ganhará mais pontos por aquele item.
Em 2014, mais de 6,2 milhões de estudantes fizeram o exame nos dias 8 e 9 de novembro em mais de 1,7 mil cidades.



sexta-feira, 9 de janeiro de 2015

PROFESSOR DE CONTRATO TEMPORÁRIO NÃO É PEÇA DESCARTÁVEL

Por Luis Ibiapaba

Parece-nos paradoxal com o Título II da Constituição Federal, que estabelece os direitos e garantias fundamentais, a forma como alguns estados e municípios brasileiros vêm utilizando concretamente o art. 37, IX, da Constituição Federal, que prescreve ( in verbis ): ” [ ...] a lei estabelecerá os casos de contratação por tempo determinado para atender a necessidade temporária de excepcional interesse público “. Acontece que o que foi tratado pela Carta Magna, no dispositivo em comento, como excepcionalidade, algumas administrações públicas estaduais e municipais vêm transformando em regra, levando em conta, apenas, a questão econômica, pois é muito mais barato para essas administrações públicas contratarem um professor por um prazo determinado, limitado ao ano letivo, sem garantias sociais, do que manter regularmente um professor efetivo na função, que recebe seus vencimentos normalmente no período de férias escolares, além de ter um plano de carreira, a incorporação de tempo de serviço e evolução funcional aos salários e todos os direitos de um servidor estatutário; enquanto o professor contratado recebe apenas as horas trabalhadas no período letivo, sujeitando-se a ter seu contrato suspenso durante todo o recesso escolar de final de ano, passando esse profissional por agruras financeiras durante o final do ano até o início do novo ano letivo. Finda a vigência do contrato, esse profissional do magistério é descartado, como se fosse uma peça defeituosa do processo escolar, sem o necessário aviso prévio proporcional ao tempo de serviço, conforme preceitua a Constituição Federal, no art. 7, XXI. A diferença inicial, só no salário, entre o contratado e o efetivo varia entre 30% a 46%.

A contratação de professores temporários pelo Poder Público, via de regra, é feita por uma seleção pública simplificada, sendo exigidos dos candidatos a mesma formação acadêmica que á exigida para a seleção dos efetivos, cumpre os mesmos deveres e obrigações que cumprem os efetivos, porém com vencimentos menores e sem os mesmos direitos. Ano após ano, o professor contratado segue sua sina: participa da atribuição, tem reativado o seu contrato, sempre depois do início do ano letivo, para cumprir um ano inteiro e, no final do ano, ter suspenso o seu contrato ou ser dispensado logo em dezembro.

É dessa forma, meu amigo leitor, que é tratado, de fato, aquele profissional que é peça fundamental no processo escolar, como o advogado o é no processo jurídico, como o médico o é no processo de saúde. As administrações públicas vêm utilizando-se dos profissionais do magistério, como quem usa uma máquina, no final, descartam-nos como quem descarta peça defeituosa de um processo.


Senhores Governadores! Senhores Prefeitos! Tratem melhor, com mais respeito o profissional do magistério, seja ele efetivo, seja ele contratado, pois ele não é peça descartável, não.

quarta-feira, 7 de janeiro de 2015

PISO DOS PROFESSORES É REAJUSTADO EM 13,01% E PASSA PARA R$ 1.917,78

O Ministério da Educação (MEC) informou que o piso salarial do magistério terá aumento de 13,01%. Com o reajuste, o salário inicial passará para R$ 1.917,78 a partir deste mês. O cálculo está previsto na Lei do Piso (Lei 11.738/2008), que vincula o aumento ao percentual de crescimento do valor anual mínimo por aluno, referente aos anos iniciais do ensino fundamental urbano.

O novo montante é relativo ao salário inicial dos professores de escola pública, com formação de nível médio e jornada de trabalho de 40 horas semanais.

Segundo o MEC, nos últimos dias, o ministro da Educação, Cid Gomes, reuniu-se com representantes do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed), da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime) e da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE).

De acordo com a lei, a correção do piso reflete a variação ocorrida no valor anual mínimo por aluno, definido nacionalmente pelo Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

O piso salarial subiu de R$ 950, em 2009, para R$ 1.024,67, em 2010, e R$ 1.187,14, em 2011, conforme números incluídos no site do MEC. Em 2012, o valor vigente era R$ 1.451. Em 2013, o piso passou para R$ 1.567 e em 2014 foi reajustado para R$ 1.697. O maior reajuste foi registrado em 2012, com 22,22%.

Para Roberto Leão, presidente da CNTE, o reajuste cumpre a lei, embora ainda não seja o "que consideramos melhor para os trabalhadores". Segundo ele, a Lei do Piso é "importantíssima para o cumprimento do PNE [Plano Nacional de Educação]". Uma das metas previstas no plano estabelece prazo de seis anos para equiparação do salário dos professores ao dos demais profissionais com escolaridade equivalente. Conforme Leão, o rendimento médio dos docentes representa aproximadamente 60% dos salários médios dos demais profissionais.

Para a Confederação Nacional de Municípios (CNM), o aumento, que tem sido praticado acima da inflação, representará custo maior com a folha e menos investimentos em reformas e infraestrutura das escolas, além de outros itens fundamentais à qualidade do ensino.